& 611

O passado é uma porta que não se fecha, mesmo que hajam ressentimentos, mesmo que os fantasmas do passado ainda assombrem nossos dias, embora que experiências vividas houveram sim proveitos, e mesmo que esse passado vier a retroar, que tais lembranças ainda permaneçam vivos, ignorar seriam desperdiçar ensinamentos, quem fecha seu passado abdicou seus conhecimentos, somos uma aventura todos os dias, o passado não existem textos que nos confortem e sim memórias, é uma vida que segue sem escolhas certas, sem passos certeiros, a vida é um livro aberto onde improvisos não se perpetuam em nossos contos.

Publicado em Reflexão | Deixar um comentário

* 715

Como é fácil admirar pessoas que não a conhecemos bem, e por vezes conhecemos até onde for conveniente, acredito que o destino até possa traçar nossos caminhos, com praticas de adversidades, existe uma diferença entre conhecer e acreditar, que não se torne tarde a verdade, confiança não é algo de apenas um dia, é uma porta aberta onde adentram o sol ou a escuridão, não se tem como olhar por dentro das pessoas e só sorrisos não são o suficiente, cada um vende sua verdade, mas temo pelas falsas profecias.

Publicado em Cotidiano | Deixar um comentário

* 714

É fácil e cômodo fingir ou mentir, por casualidade ou até por presunção, infelizmente existem público inábil para destilarem seus venenos, pois essa é sua forma de garantir atenção, sendo algo que os alimentam e saciam suas plateias, na vida por vezes temos que fechar certas portas, não por descaso ou arrogância, mas sim por que já não nos levam a lugar algum.

Publicado em Cotidiano | Deixar um comentário

& 610

Estar sozinho, nada pior para entender que nunca não é tarde demais, do tipo ter alguém ao seu lado só para espantar o silêncio da solidão, estando nessa condição, sua vida pode estar mal administrada, ter alguém como sua ancora, é estar sozinho no oceano, sem a possibilidade de se reencontrar consigo mesmo, palavras, olhares, afagos, tais sentimentos são complexos, e nossos julgadores são implacáveis nos seus pareceres, como se torna desagradável vestir uma imposição só para agradar, o que se torna degradante é sentir que sua vida interage somente com uso de muletas, a retórica imposta eleva o auto amor, destravando a barreira alheia que nós distanciam de nossas novas metas.

Publicado em Reflexão | Deixar um comentário

& 609

Me lembro, já foi mesmo antes de começar, já me reinventei inúmeras vezes, ainda que beire a banalidade nos tempos, mesmo que no passado se trajou de futilidade, hoje sei que a felicidade já bateu em minha porta, algo que era essência, ou algo bem parecido, pensava que tínhamos só uma juventude para viver, quando priorizamos o que não enxergamos a nossa frente, o tempo já vivido, não mergulhamos na profundidade como deveríamos, não tínhamos fôlego para tal, nem tudo tinha um significado expressivo, pois inexpressível era a nossa experiência, acredito que faltou ousadia, algo que valha a pena ter vivido mais intensamente, sem ter renunciado o momento como exigia, é ter vivido um filme no tempo, é o final cabia a mim mesmo o desfecho final, mas fui só espectador, acabou, me levantei da poltrona e fui embora, hoje são só recordações, me enquadro no quadro de saudades.

Publicado em Reflexão | Deixar um comentário